quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Brasil mantém concentração alta de renda

O artigo publicado pelos pesquisadores Pedro Herculano Guimarães Ferreira de Souza e Marcelo Medeiros, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), mostra aquilo que na prática muitos brasileiros já tinham a certeza, que a distribuição de renda no país ainda continua injusta e beneficiando os mais ricos.

Na pesquisa realizada por eles, conforme noticia da Organização das Nações Unidas (ONU), no período de 2006 a 2014 a participação dos mais ricos na renda total dos brasileiros continua alta (22,4%), contrariando o que pesquisas neste período e posterior afirmavam que teriam caído de 14,8% para 12,9%.

Os pesquisadores utilizaram os dados do imposto de pessoa física e comparou com os dados das pesquisas domiciliares. Quanto fizeram esta análise descobriram que na prática não houve redução e a concentração de renda continuou alta, colocando o Brasil como líder entre os 29 países pesquisas, seguido pelos Estados Unidos, Colômbia, África do Sul e Argentina.

Veja a matéria na íntegra da ONU clicando aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário